Dívida do empréstimo está acumulada, o que fazer?

Classifique esse post

Por diversas vezes nos vemos com a necessidade de alguma quantia em dinheiro que não possuímos em mão, seja para sanar uma dívida, para alguma emergência de última hora, ou até mesmo para adquirir algo, e é justamente nessa hora que recorremos ao tão temido empréstimo, sem se quer nos importar com as taxas de juros ou como iremos conseguir honrar a dívida no futuro, sem colocar como prioridade a nossa saúde financeira, seja a do momento ou a futura, atrasando futuros planos e até mesmo a realização de tarefas simples ou de extrema necessidade como em caso de saúde ou grandes perdas familiares.

Veja se você precisa de um empréstimo

Muitas vezes achamos que precisamos de um empréstimo para colocar as contas em dia, mas veja esse vídeo e veja se realmente você precisa de um empréstimo.

Não é muito incomum encontrar pessoas com dúvidas simples a respeito de empréstimos, como do tipo “A dívida do empréstimo caixa ou de outros bancos acumulou, o que fazer?“, e convenhamos não há muitos milagres em relação a isso. Mas existem algumas medidas que podem ajudar.

Tente pagar sua dívida

Primeiro, antes de simplesmente tentar pagar a sua dívida, ou parte dela que seja, entre em contato com a instituição financeira a qual você está devendo o empréstimo, pois ela pode facilitar o pagamento da sua dívida, para que você possa honrar com o seu compromisso. Em último caso pode ser que a empresa estenda o prazo de pagamento para alterar o valor da parcela do seu empréstimo, mas tenha cuidado se essa for a ideia, já que refinanciamento de dívidas já existente implica em pagar mais juros sobre os juros que já haviam sido cobrados anteriormente.

Quitação de dívida

Caso essa seja a sua opção é valido realizar diversas cotações, em instituições diferentes, para assim assumir uma dívida que você possa pagar, sem grandes dificuldade. Neste caso consulte a instituição financeira com que realizou o primeiro empréstimo e solicite o valor para quitação da dívida, pois muitos contratos preveem uma diminuição do valor retirando parte da taxa de juros, e só então, com esse valor reduzido em mão realize uma cotação em uma outra instituição.

Ajustar a dívida ao seu orçamento

Mas compreenda, ainda assim você estará pagando juros sobre um valor que já possuía juros anteriormente, você está ajustando a dívida em seu orçamento, mas não está nem de longe e em hipótese alguma pagando menos do que a primeira dívida planejada. Isso não é um bom negócio, é apenas um suspiro no seu orçamento para evitar problemas como a inclusão do seu nome em serviços de proteção ao crédito.

Então quando a sua dúvida for “a dívida do empréstimo acumulou, o que fazer?” pense bem antes de entrar em qualquer manobra e se enterrar ainda mais em dividas, hoje em dia é comum a realização de feiras para pagamentos de dividas em atrasos e também uma consultoria gratuita para pessoas endividadas, afim de ajudar na saúde financeira das pessoas e aquecer a economia.

Se  mesmo com todas as nossas dicas você não conseguir colocar em dia, ou quitar seu empréstimo, busque uma alternativa para aumentar seus ganhos e assim conseguir entrar no azul financeiramente. A conta é simples, suas despesas não podem ser maiores que sua renda, se isso está acontecendo, ou você diminui suas despesas, ou você aumenta a sua renda. Com isso você em pouco meses conseguirá se organizar financeiramente.

Escreva seu Comentário